posts recentes

links

Quinta-feira, 10 de Fevereiro de 2011
Índice

Apresentação

Cap. 1 - Introdução

1.1. Problemática e Problema

1.2. Finalidade e Objectivos

1.3. Motivações pessoais

 

Primeira Parte - Enquadramento Teórico

Cap. 2 – A Televisão um médium social poderoso

2.1. A televisão um médium pro-social

2.1.1 Abordagem ao conceito de Televisão

2.1.2 Funções da Televisão

2.2 A questão do público

2.3 Géneros e formatos da programação  televisiva mais comuns

2.4. A convergência da Televisão com a Internet

2.4.1. Internet  e múltiplas plataformas

     2.4.2. Propriedades dos  Media  clássicos e novos

     2.4.3. Redes Sociais on-line

                  2.4.3.1. conceito de participação

                  2.4.3.2. conceitos  de rede e de redes sociais on-line

                  2.4.3.3. conceito de comunidade e de comunidade on-line

                  2.4.3.4. As múltiplas plataformas electrónicas

          I. conceito de plataforma electrónica

       II. especificidades da plataforma Facebook

                   III. especificidades da plataforma  Twitter

                   IV. especificidades da  plataforma Hi5

                    V. potencialidades e fragilidades

 

Cap. 3 – Normativos que reguladores da Programação televisiva infanto-juvenil

3.1. Quadro legislativo internacional e nacional

     3.1.1. Os Direitos Humanos

     3.1.2. A Convenção Internacional dos Direitos da Criança

     3.1.3. Recomendações

     3.1.4. A Constituição da República Portuguesa

     3.1.5. Legislação da Comunicação  Social e Entidades reguladoras em Portugal

     3.1.6. A questão da publicidade

     3.1.7. A Internet e a questão da segurança da criança e Internet

 

 

Cap.4   - A televisão internet e as crianças

4.1. As Crianças  em questão

     4.1.1 Modos de pensar a criança

     4.1.2 Motivações e Interesses

     4.1.3 Contextos de utilização da televisão pelas crianças com a televisão

     4.1.4 Relação das crianças com os novos media

     4.1.5 A participação das crianças nas redes sociais on-line

     4.1.6 Influências da televisão e da Internet nas crianças

     4.1.7 Literacia televisiva

 

Cap. 5 A programação infanto-juvenil em Portugal,

5.1 Breve abordagem histórica à programação infanto-juvenil

5.2 Canais generalistas com programação infanto-juvenil  sem conexão à internet

 5.3.  canais especializados na programação infanto-juvenil conectados à internet

     5.3.1 Canais por cabo Panda; Jim Jam; Disney Channel; Cartoon Network; Nickelodeon; SIC Radical; SIC K

     5.3.2 Caracterização da programação e da conexão à internet

    

Segunda Parte - Metodologia

Cap. 6 - Apresentação do estudo e modelo de análise

6.1. Introdução

     6.1.2 Problema e questão de investigação

     6.1.3 Objecto de estudo – A participação das crianças nas múltiplas plataformas do canal temático,    português, especializado na programação para crianças em  SICK investigação Finalidade

     6.1.4 Finalidade do estudo

     6.1.5 Objectivos do estudo

6.2  Metodologia do estudo de caso

     6.2.1 Apresentação da metodologia

     6.2.2 Contexto do estudo – A SIC K

           6.2.2.1 características da programação e da participação on-line (Emissão)

     6.2.3 Constituição e organização da amostra

(A participação da SIC K nas múltiplas plataformas e a  participação d as crianças)

     6.2.4 . Métodos qualitativos e quantitativos na recolha de dados

     6.2.5 Dimensões e categorias de  recolha  e análise

     6.2.6 Instrumentos de recolha e análise

 

Cap. 7 - Apresentação dos resultados

7.1. Resultados globais

7.2. Comparação de resultados

 

Cap. 8 - Conclusões e desenvolvimentos futuros

 

Bibliografia | Webgrafia| Anexos




mais sobre mim

 

Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28